A Criatividade na Construção de Ambientes

A criatividade tem a capacidade de não só mudar, mas até mesmo revolucionar o mundo em que vivemos. 

É graças a ela que encontramos soluções, conseguimos resolver problemas e podemos, enfim, ir além do óbvio, entregando algo encantador e inesperado.

A criatividade consegue levar a superfície um misto de encantamento e alegria naqueles que são impactados por ela, conquistando seu coração.

Não é à toa que o mercado de trabalho tem demandado tantos profissionais que tenham a criatividade como soft skill. 

Um levantamento realizado pelo LinkedIn no início do ano, analisou 50 mil buscas por habilidades profissionais que foram pesquisadas por empregadores.

O resultado apresentou a criatividade no primeiro lugar como soft skill e, surpreendentemente, está em segundo lugar como hard skill.

Foi-se o tempo em que o profissional necessita apenas de um diploma para conquistar o mundo. Hoje, além da base de conhecimento, ele precisa desenvolver outras habilidades e inovar.

Quando trazemos isso para o mundo dos ambientes corporativos e sua construção, a criatividade é uma grande aliada do Arquiteto.

Dentro deste universo, o profissional da arquitetura, bem como os líderes do negócio, enfrentam os mais diversos desafios ao pensar em um escritório. 

Veja agora alguns dos principais:

 

Falta de espaço

A falta de espaço nos prédios comerciais é uma realidade. Hoje, a construção dos prédios (até mesmo residenciais) são pensadas em fazer mais com menos.

Salas amplas, banheiros amplos, varandas amplas não são tão fáceis de serem achados, principalmente em empreendimentos mais recentes.

Ter em mãos um projeto que precisa pensar em pessoas e em seu cotidiano, além de ter lugares para acomodar equipamentos e documentos não é uma tarefa fácil.

Quando lembramos da falta de espaço, o desafio em construir um ambiente corporativo é ainda maior – o que torna a criatividade uma habilidade extremamente necessária.

 

Modernidade x Tradicional

Estamos vivendo uma nova era quando o assunto é trabalho. As novas gerações que estão ocupando cargos, ocupam também a responsabilidades por essas mudanças.

Mas, como toda mudança, este tipo também pode enfrentar relutância por parte de alguns líderes ou bancada de tomadores de decisões.

Nem sempre conseguimos encontrar pessoas que entendem que o mercado de trabalho apresenta mudanças, que enaltece o ambiente como forma de gerar produtividade e foco.

Ou que ainda entende que um ambiente de escritório deve ser o mais simples possível, sem se atentar a novos conceitos de bem-estar, conforto, saúde e engajamento empresarial.

Apresentar tais ideias como um novo norte a ser seguido (e ter um projeto aprovado, claro) requer muita Criatividade também.

É necessário explicar dentro da linguagem apropriada, levando em consideração a realidade vivida, ter jogo de cintura e apresentar exemplos significativos.

 

Custos

O custo de um projeto é a parte mais sensível do todo e provavelmente o que determina o “vamos fazer” e o “teremos que esperar”. 

Embora não tenha como fugir dos custos de um investimento, principalmente quando envolve mudanças expressivas, existem formas de baratear.

E, como não poderia ficar de fora, a redução de custos no planejamento de um espaço corporativo requer muito o uso da criatividade. 

Não basta apenas grandes poderes de negociação entre o arquiteto e o cliente ou entre o cliente e a casa de materiais de construção ou outros fornecedores.

Encontrar formas de economizar ou encontrar outros materiais que possam ser reutilizados para cumprir uma determinada função é um trabalho altamente criativo.

Por exemplo: transformar caixotes em estantes, pneus em puffs, criar hortas com garrafas pet. Hoje em dia isso é bastante comum, mas já foi inimaginável.

O uso da criatividade, neste caso, está na ousadia da transformação, e também no olhar para as coisas de uma forma diferente, procurando meios de ressignificá-los. 

 

Compondo o escritório com a ajuda da criatividade

São inúmeras as opções que o corpo administrativo do escritório ou um arquiteto podem encontrar para tornar o espaço corporativo mais criativo.

A imaginação é o limite e, dentro de uma cabeça altamente criativa, nem o céu é teto suficiente para impedir o surgimento de novas ideias.

Mas, para começar, é preciso definir alguns pontos básicos para que a criação não faça do escritório um verdadeiro Carnaval. Afinal, criatividade não significa bagunça.

  • Qual é o ramo da empresa;
  • Qual é o estilo do empreendimento;
  • Quais são as necessidades dos colaboradores;
  • Qual é o objetivo da corporação;
  • O que as pessoas que ali trabalham gostariam de ter no escritório?

Se a empresa for voltada para produtos ou alimentos pet, você pode criar espaços com grama sintética, hidrantes falsos, mesas no estilo das de piquenique.

Se for algo voltado para a comunicação, telefones antigos ou orelhões podem compor a decoração, transformando o escritório em um espaço instagramável. 

Existem formas mais simples de ser criativo na decoração do escritório, sem necessariamente levar para o lado cômico, como nos dois casos acima. 

Você pode instalar ganchos em uma parede para que as pessoas possam colocar suas mochilas e bolsas ali, deixando o espaço mais organizado e mais confortável.

Ter uma parede onde os colaboradores possam escrever, desenhar ou se expressar de alguma forma também é uma solução criativa, barata e divertida. 

Pensando em um mundo mais verde, a reciclagem é a palavra-chave neste momento. Ela pode unir a criatividade com a preservação da natureza e entregar algo bem bacana!

Dependendo do espaço do escritório, é possível plantar alguns temperos que poderão ser utilizados pelos colaboradores quando crescerem.

Reaproveitar canos de PVC é incrível para construir luminárias, jarros de flores, nichos para garrafas, mesas de centro, porta-lápis, suporte para computador e até estante de livros.

 

A criatividade com a ajuda dos móveis para escritórios

Outra parte muito importante da criatividade ao compor um ambiente corporativo é ter atenção especial aos móveis na hora de escolhê-los. 

A mobília vai muito além de cumprir a função básica de acomodar alguém, é um modo de tornar seu escritório mais confortável, mais produtivo e até mesmo mais criativo.

Adquirindo mesas que se encaixam e permitem formar diferentes desenhos e disposições no espaço, significa não ter problemas se você precisar contratar mais funcionários. 

Ter mesas redondas, mesmo que pequenas, além de poltronas e puffs ou, ainda, combinar sofás com mesas, são excelentes maneiras de tornar um ambiente mais descolado.

Bancadas mais altas, armários funcionais, plantas, quadros (tanto decorativos, quanto de ímã ou camurça) também são sugestões que dificilmente não conquistam as pessoas.

Mas vai além: um ambiente assim permite que os colaboradores se reorganizem para pequenas reuniões e troca de ideias, resultando no empoderamento dos mesmos.

Trabalhar em um espaço diferente pode fazer com que o funcionário pense de forma diferente e encontre soluções que o espaço comum não ajudaria alcançar.

 

A criatividade além do espaço físico

Além de móveis, tintas e organizações, há muito mais que o líder pode fazer para estimular a criatividade no seu ambiente corporativo e também nos seus funcionários.

Como falamos ao longo do texto, desbloquear a capacidade criativa é essencial para atingir resultados significativos para a organização.

Ao continuar trabalhando da mesma maneira que você sempre fez, pois sempre foi assim, será impossível conseguir ir além ou atingir resultados diferentes.

Abaixo, separamos algumas ideias para estimular a criatividade e a circulação de novas ideias em seu ambiente de trabalho. Confira!

  • Encorajar a colaboração entre os funcionários;
  • Crie pequenos jogos para estimular mais participação;
  • A diversidade deve ser o seu norte ao montar equipes;
  • Pedir melhorias ou sugestões em projetos;
  • Nunca deixe de treinar seus colaboradores, invista em sua educação;
  • Procure sempre reler a missão e a visão da empresa;
  • Defina os valores da organização;
  • Procure sempre se perguntar se existe outra maneira de realizar aquela tarefa;
  • Crie um ambiente de trabalho flexível;
  • Procure elogiar os méritos dos seus colaboradores;
  • Ao contratar pessoas, procure por aquelas que têm paixão;
  • Aceite diferenças, elas são muito melhores do que você pode imaginar!;
  • Seja sempre honesto e aberto com a sua equipe;
  • Dê feedbacks construtivos;
  • Foque na sua equipe, eles devem ser sua prioridade;
  • Procure realizar trabalhos em grupo;
  • Falhas? Não tenha medo delas;
  • Não tenha medo de arriscar, fazer diferente, testar.

Desenvolver um ambiente criativo envolve diversos pontos, mas um dos principais é ter uma equipe talentosa e disposta a aprender e a sugerir, sem medos.

Pessoas com essas habilidades ensinam e compartilham conhecimento, criando um ambiente de troca, ao invés de um ambiente de competição.

Trabalhando em um local onde as coisas funcionam de forma dinâmica, o bem-estar, a produtividade e a retenção de talentos é enorme. É o caminho certo para o sucesso!

 

Sobre a Mirage Móveis

A Mirage é uma loja voltada para a venda e a manutenção de escritórios corporativos no Rio de Janeiro. Atuando no mercado desde a década de 60, a Mirage Móveis é referência na área. Visite nossas lojas física e virtual e descubra um mundo de possibilidades!