Mesmo com as pessoas sendo vacinadas de forma gradativa, os casos confirmados do novo Coronavírus no Rio de Janeiro seguem em alta. A recomendação para evitar aglomerações e diminuir as chances de contágio levou muitas empresas a liberarem seus colaboradores para fazer home office e, com isso, impulsionar ainda mais a reclusão das pessoas.

 

E como a Mirage está junta com os seus clientes em todos os momentos, não pudemos deixar de entrar nessa grande rede de prevenção, e de alguma forma, poder contribuir para o bem-estar dos nossos parceiros.

 

Listamos algumas dicas de como você poderá render bem no regime home office e controlar a ansiedade. Claro, tudo tendo como base fontes especiais sobre o assunto. (Fontes: Ministério da Saúde, OMS e USP)

 

Vamos lá?

 

Falta de atenção, tontura, sensação de fraqueza, taquicardia, formigamento nas mãos e pés e, sobretudo, um aperto no peito e falta de ar. Esses são sintomas que podem aparecer por conta de uma série de enfermidades, mas também podem ser promovidos pela ansiedade.

 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o país com a maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade no mundo inteiro e o quinto em casos de depressão. Conforme o levantamento da OMS, 9,3% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade e a depressão afeta 5,8% da população.

 

As restrições durante a pandemia e o isolamento social, que tanto ajudam a conter o avanço da Covid-19, podem prejudicar a saúde mental. Segundo o estudo realizado pela Universidade de São Paulo (USP), 63% sofre com ansiedade e 59%  de depressão.

 

Em segundo lugar está a Irlanda com 61% das pessoas com ansiedade e 57% com depressão, e os Estados Unidos, com 60% e 55%, respectivamente. 

 

Esses sintomas costumam se apresentar quando o organismo se sente em algum nível ameaçado – muitas vezes por causa da rotina agitada, pressão do dia a dia, excesso de trabalho e problemas pessoais.

 

Mas como combatê-los?

 

  1. Pratique atividades físicas

 

A forma mais comum de controlar a ansiedade é a prática de exercícios. Praticar atividades físicas ajuda a lidar com estados de ansiedade, porque eleva a produção de serotonina, substância que aumenta a sensação de prazer.

 

Essa alternativa costuma funcionar dependendo da disposição da pessoa, uma vez que nem todo mundo gosta de praticar exercícios.

 

  1. Se reúna com a família via internet

 

Mesmo que de forma remota, não deixe de permanecer em contato com os seus amigos ou familiares. Isso ajuda na sua saúde mental, pois você consegue respirar novos ares, ocupar a sua mente com outros assuntos e principalmente, manter contato com quem você ama.

 

  1. Procure formas de combater o estresse 

 

Pessoas com tendência à ansiedade precisam reduzir o seu estresse diário e existem diversas formas de fazer isso. Para as que ficam estressadas com mais facilidade, recomendo sessões de acupuntura regulares, além de meditação.

 

A Ioga, por exemplo, oferece ao praticante a possibilidade de aprender a controlar sua mente e seu corpo. Este controle é obtido por meio de uma combinação de técnicas respiratórias, corporais e de meditação. Tem como resultados o aumento da flexibilidade, fortalecimento dos músculos, aumento da vitalidade e maior controle sobre o estresse.

 

Outra forma de combater o estresse é controlar a respiração. Para reduzir as reações do sistema nervoso autônomo, devemos fazer o controle da respiração. Isto pode ser feito compassando a respiração e inspirando lentamente pelo nariz, com a boca fechada.

 

Ao inspirar, deixar o abdômen expandir-se, ou seja, estufar a barriga e não o peito. Depois, expire lentamente, expelindo o ar pela boca. Isto pode ser feito em qualquer lugar, a qualquer hora.

 

  1. Nada de pensamentos negativos

 

Nós atraímos aquilo que pensamos, evite pensar negativamente em todas as suas tarefas diárias. Se não deu certo hoje, permaneça com o pensamento positivo que amanhã tudo irá se ajeitar.

 

Isto certamente não é fácil de ser feito, mas é possível e trata-se de um aspecto importante, pois os pensamentos e as falas negativas agravam a situação, intensificando as respostas autonômicas, como o mal-estar e o descontrole respiratório.

 

  1. Chá ajuda…e muito

 

A maioria dos chás possui substâncias que funcionam como sedativos suaves e podem ajudar no controle da ansiedade diária. As plantas mais conhecidas e estudadas com essa ação são a passiflora, a melissa, a camomila e a valeriana.

 

  1. Foco no presente

 

Quando sua mente está dedicada integralmente ao momento atual, você tem total capacidade de análise, julgamento e ação; portanto, esta é uma boa forma de controlar a ansiedade.

  1. Organização ajuda bastante

 

Quem vive na bagunça gasta tempo para achar o que precisa, acumula coisas sem utilidade, dificultando o bem-estar e acaba por criar sentimentos de ansiedade. Trabalhar, estudar e viver em ambiente minimamente organizado ajuda no equilíbrio emocional e controle da ansiedade.

 

Além disso, pessoas com uma organização maior do seu tempo conseguem aproveitá-lo melhor, o que reduz muitos fatores causadores de ansiedade.

 

  1. Pensar muito também cansa

 

Atenção ao que você pensa, pois isso terá impacto direto no seu humor. Avalie suas ideias. Ponha um ponto final em “filmes mentais” de assuntos negativos sem resolução. Seja capaz de se planejar, programar e ser forte, sem precisar montar um cenário terrível em sua mente.

 

Com pensamentos mais leves, você perceberá o mundo de outra forma e isso lhe ajudará a sorrir mais. O riso, o sorriso faz bem para a cura emocional, relaxa e diminui a ansiedade.

 

  1. Autoconfiança é tudo

 

Você é (ou deveria ser), sem dúvida alguma, a sua melhor companhia. Não há ninguém que estará ao lado mais tempo que você mesmo, por isso, invista nessa bela “parceria” com você mesmo. Seja fiel a você. Confie mais e isso lhe dará forças para lidar com a ansiedade do dia a dia.

 

  1. Cuide bem do seu momento antes de dormir

 

Evite ações que levam à agitação, preocupação e desgaste. Nem sempre podemos prever o que pode acontecer pouco antes de dormir, mas aquilo que depende de nós devemos fazer bem feito.

 

Procure conversar assuntos mais sérios fora do horário de ir para cama. Ponha um freio mental em pensamentos de tomada de decisão em momentos de relaxamento. Mudar a vida dentro da cabeça na hora de ir dormir só gera ansiedade e perda de sono.

 (Trechos retirados do site especializado  www.minhavida.com.br)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *