A rotina no trabalho, o ritmo, as cadeiras utilizadas e a postura que temos ao sentar são alguns dos fatores que podem prejudicar a saúde. Isso pode passar despercebido, é normal, pois estamos tão envolvidos com as tarefas do dia a dia que deixamos de nos preocupar com esses aspectos. Mas a conta vem e aquela dorzinha nas costas sempre aparece no fim do expediente, talvez somente quando chegamos em casa.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), há uma estimativa de que 7 a cada 10 trabalhadores vão sentir ou sofrem com dores nas costas ao longo de suas vidas. Já uma publicação da revista científica Lancet, apontou que a lombalgia é o principal incapacitante em todo o mundo, afetando cerca de mais de 550 milhões de pessoas no mundo.

Com o advento da Pandemia do Covid-19, o número de pessoas que estão trabalhando de casa aumentou consideravelmente. Com isso, muitas pessoas improvisam suas mesas da sala ou de jantar e pegam uma cadeira da cozinha para montar o seu escritório, além de usarem sofás. É o famoso jeitinho brasileiro, mas que pode afetar na saúde.

Por isso, a Mirage resolveu montar alguns tópicos para elucidar como a não utilização de cadeiras corretas e falta de postura no ambiente de trabalho podem ocasionar danos, como dores nas costas, e com isso, afetar a sua saúde.

Por que se preocupar com a postura?

Normalmente os colaboradores não se preocupam com a postura frente ao computador no dia a dia, seja por estarem sobrecarregados, ou por descuido e assim buscarem a forma mais confortável de se manterem na cadeira.

Na verdade, esse descuido pode ser prejudicial à saúde.  O resultado disso ao longo do tempo é um corpo cansado e rígido, o que ocasiona surgimento de dores crônicas relacionadas ao trabalho. Uma boa postura é essencial para melhorar o rendimento enquanto se trabalha no computador e para aumentar a qualidade de vida enquanto se está fora dele.

Uma ótima solução é a busca de uma cadeira para escritório apropriada e certificada, que além de cuidar da saúde do trabalhador, pode aumentar o rendimento da sua equipe.

A recomendação são cadeiras que tenham um encosto ajustável para o usuário conseguir deixá-la da forma mais ereta possível. Uma postura ereta é essencial quando se usa o PC. É importante também que a cadeira possua encosto para os braços reguláveis e assentos macios.

A Mirage possui uma variedade de cadeiras que além da certificação, possuem alta qualidade

Prejuízos na sua saúde por você não ter uma cadeira confortável

A falta de ajustes para atender às suas necessidades em uma cadeira , deixa o seu corpo totalmente desconfortável.

  • Dores nas costas e no pescoço

Sem um apoio para o pescoço por um longo tempo enquanto está sentado, você vai desenvolver rigidez no pescoço e região dos ombros. Isso pode até levar a complicações como espondilose cervical.

  • Maior pressão sobre os quadris

Cadeiras normais têm uma superfície dura. Então, quando você se senta, o assento exerce uma pressão extra sobre a região do quadril.

  • Faz o seu trabalho ficar mais difícil

Com uma cadeira normal você mantém suas costas encurvadas, por não possuir ajustes que possam regular a melhor maneira para o ser corpo ficar na posição correta.

  • O barato sai caro

Quando se compra um produto mais barato e de qualidade inferior, é bem provável que a necessidade de uma troca ou a aquisição de um novo material se dará em pouco tempo de uso.

(Fonte: Gowork)

Importância da ergonomia

 Esse é o antídoto para combater as dores nas costas no ambiente de trabalho. O mundo está cada vez mais workaholic. É fácil identificar uma grande massa que trabalha muito mais que oito horas por dia, seja no escritório, seja em casa no chamado home office. Independente do posto, alguns personagens são indispensáveis nesse cenário: uma cadeira, uma mesa, uma tela e entre tudo isso, você. É onde entra a ergonomia.

A ergonomia é, segundo o Professor Alain Wisner – autor de “A inteligência no trabalho”, um conjunto de conhecimentos científicos relativos ao homem e necessários para a concepção de ferramentas, máquinas e dispositivos que possam ser utilizados com o máximo de conforto, segurança e eficácia. O objetivo da ergonomia é otimizar as interações do ser humano ao seu trabalho, visando uma maior harmonia e bem-estar.

Visando também a qualidade de vida no trabalho, a questão da ergonomia chama a atenção dos empregadores. Colaboradores com condições de trabalho mais saudáveis são mais motivados e demonstram uma performance ainda melhor.

Tudo isso fez com que “ergonômico” se tornasse um termo muito utilizado nas propagandas como automóveis, computadores, cadeiras, entre outros, para captação de clientes. Mas é preciso ter atenção para saber identificar a real ergonomia de cada produto.

Uma cadeira ergonômica, por exemplo, deverá ter braços reguláveis, encosto com regulagens de inclinação e um estofado que acompanhe as curvaturas da coluna vertebral. Essas características ajudarão para que os braços fiquem em posições confortáveis prevenindo problemas nos ombros e diminua a pressão nos discos vertebrais.

Algumas outras dicas para ajudar na ergonomia:

Evite ficar muito tempo digitando ou mesmo trabalhando no computador.

  • Alterne as atividades do seu dia-a-dia, de modo a usar grupos musculares diferentes.
  • A utilização de braços na cadeira é opção de cada um, para seu maior conforto. Se os braços impedem que você se aproxime da mesa, peça para retirá-los. Apoiar os membros superiores sobre a mesa de trabalho também é aceitável, desde que você fique em posição relaxada.
  • Os antebraços devem ficar mais ou menos paralelos ao piso, com os cotovelos em ângulos de 90º ou mais abertos.
  • O uso de apoio para os punhos é recomendável quando o móvel não tiver bordas arredondadas ou por preferência do usuário.
  • O mouse deve ficar em posição que permita que o cotovelo fique próximo ao corpo, sem desvios dos ombros e punhos.
  • A cadeira para trabalho com computadores deve ser regulável e com rodízios.
  • Cada usuário deve conhecer os ajustes possíveis da cadeira e fazer a regulagem necessária para o seu maior conforto.

Mas como encontrar uma cadeira ideal para combater essa dor nas costas?

Comprar cadeiras: os detalhes fazem toda diferença! É assim que podemos resumir o tópico desta dica.

As cadeiras estão longe de serem todas iguais, mesmo que à primeira vista causem a grande impressão de serem bastante similares, diferenciando-se somente no preço. É preciso ter um cuidado maior e mais detalhado quando você for comprar sua próxima cadeira, seja para o uso pessoal (em casa) ou para o seu escritório ou empresa.

Afinal, a cadeira é aquela que nos sustenta por diversas horas do dia e, por isso, é preciso estar atento para questões como conforto e cuidados ortopédicos. É preciso realizar uma compra consciente de cadeiras para seu ambiente, já que ninguém quer economizar na cadeira e gastar dinheiro com remédios, exames e idas ao médico.

Além dos cuidados com o corpo, é certo que todo mundo quer ver o investimento valer a pena. Logo, é necessário ficar atento quanto à qualidade do produto como um todo.

  • Esteja atento quanto às funcionalidades da cadeira

Nem todo mundo sabe, mas as cadeiras, em especial as voltadas para o uso corporativo, podem possuir diversas funcionalidades que facilitam a vida e garantem o conforto. A maior parte das pessoas acredita que o máximo que uma cadeira pode fazer é girar e ter a regulagem de altura. Mas não é bem assim!

  • Algumas das funcionalidades que uma cadeira pode ter são:

Encosto para apoio lombar com regulagem de altura e profundidade;

Apoio para os braços (com regulagem de altura, profundidade, angulação e afastamento lateral);

Inclinação do encosto – com múltiplas possibilidades de travamento;

O assento pode ser regulado em sua profundidade, deslizando para frente – ideal para pessoas altas, ou para trás, se ajustando às pessoas com menor estatura;

As rodas podem ser de poliuretano, um material que não arranha ou prejudica o chão – especialmente os de piso frio, madeirados ou outros pisos que sejam mais delicados;

As rodas feitas com o mesmo material acima garantem, ainda, maior aderência ao solo;

O peso suportado também é um fator importante ao comprar cadeiras. Geralmente elas suportam até 120kg, mas podem chegar a 150kg, dependendo do modelo.

  • Lembre-se do conforto

Nunca deixe de levar o conforto que uma cadeira pode proporcionar em consideração. Com as dicas dadas no primeiro tópico, com certeza você terá a habilidade essencial para comprar cadeiras sem arrependimento futuro.

Se você for a uma loja de móveis para escritórios pessoalmente, vale fazer o test-drive. Peça para sentar na cadeira. Se você se sentiu abraçado, a escolha é certa!



E aí, curtiu? Esperamos ter te ajudado!
Sobre a Mirage Móveis
A Mirage é uma loja voltada para a venda e a manutenção de escritórios corporativos no Rio de Janeiro. Atuando no mercado desde a década de 60, a Mirage Móveis é referência na área. Visite nossas lojas física e virtual e descubra um mundo de possibilidades!